Podbook Diário De Um Líder

R$ 28,00

De uma forma irreverente e bem-humorada, Luciano Pires fala sobre a arte de liderar, desde aquele que não tenha tanta vocação, até aquele que nasceu para isso.

“Escolher o necessário” é muito mais complicado do que “escolher o certo”. Envolve aspectos técnicos, sociais, políticos, culturais e até mesmo estéticos, o que vai muito além dos treinamentos que as empresas proporcionam a seus funcionários. Treinar as pessoas nos aspectos técnicos dos processos é desenvolver apenas uma parte da capacidade de julgamento e tomada de decisão. Então é sobre esse “algo mais” que o Diário de Um Líder vai tratar. 

Comprar

Descrição

O Podbook é mais que um áudio livro para ser baixado, ele também é comentado pelo autor.

A discussão deste livro que, além de escrito de forma irreverente, bem-humorada e provocativa, explicita a hipocrisia de nossos dias. Afinal, como se conformar com a falta de líderes num mundo em que todos discutem, pregam e incentivam a liderança? Alguma coisa está errada. É sobre isso que Diário de um líder quer refletir.

Seja organizando uma festinha de aniversário, arrecadando dinheiro para as vítimas da enchente, convidando a turma para ir à balada ou simplesmente para jogar uma pelada no sábado de manhã – alguém tem de exercer a função de liderança. Algumas pessoas dão a impressão de nascer preparadas para serem líderes. Outras não. Mas todas têm o potencial para liderar. A questão é como destravar esse potencial.

“O cérebro é como um músculo. Se não exercitar, atrofia. Por isso temos de exercitá-lo o tempo todo, pensando, refletindo, raciocinando.”

O autor Luciano Pires, reúne uma rara coleção de atributos para tornar esta obra interessante: é um cartunista e escritor que já tem cinco livros escritos, entre eles Brasileiros Pocotó, um brado contra a mediocrização do Brasil. Durante 26 anos, Luciano foi um alto executivo de uma multinacional, liderando equipes no Brasil e no exterior, e mergulhando profundamente dentro do teatro corporativo. É o irreverente e provocativo criador e apresentador do programa Café Brasil que vai ao ar em várias rádios brasileiras, e que é um dos podcasts pioneiros no país. Luciano se tornou um requisitado palestrante e pratica o “walk the talk”, tornando realidade sua pregação pela inovação.

E justamente por isso escolheu esse tema, afinal, após quase 40 anos de vida profissional acumulou bastante experiência sobre a questão de liderança. Fosse praticando, fosse observando  a prática de suas equipes e liderados. Liderança é um tema fascinante e inesgotável e houve um momento em que se sentiu questionado sobre que tipo de trabalho estava realizando. A conclusão foi que era um trabalho de fazer (moldar) cabeças para desenvolver liderança.

O livro reúne uma porção de histórias que contam experiências que viveu ou sobre as quais tomou conhecimento durante sua carreira profissional. Não é um livro sobre teorias de administração e liderança, mas uma série de reflexões sobre a realidade, sobre questões do dia a dia.  Gostou do nome e então mandou ver.

Liderança é algo que nunca saiu de moda, e na verdade jamais sairá. Não é difícil falar sobre o tema, já que muita gente experimenta a prática no dia a dia e certamente terá o que contar. Mas também faz uma constatação curiosa: nunca se falou tanto em liderança como nestes dias e ao mesmo tempo jamais sentimos tanta falta de líderes no mundo. Tem gente demais falando a respeito, mas alguma coisa está errada. Parece que o blábláblá não está funcionando. E nesse sentido acho que cabe mais um livro. Ou dois…

Acredito que isso se deva àquilo que eu chamo de hipocrisia institucional. Falamos uma coisa e praticamos outra. Estamos completamente amarrados por uma sociedade que precisa de estabilidade, tocamos nossos negócios como se fossem fábricas de dois séculos atrás, com comando e controle. Fazemos um discurso fantástico sobre inovação, autonomia e busca por oportunidades, mas no dia a dia odiamos os inovadores e as mudanças e temos medo da liberdade de escolha. Por outro lado, parece que o discurso substitui a ação. Nos contentamos em reclamar, mas a prática da ação está muito distante. Nesse contexto o máximo que existem são chefes. Líderes não sobrevivem

O Diário De Um Líder se difere na linguagem despojada, no humor, na ironia, nas bofetadas que ele dá nos bovinos resignados. Talvez na identificação das histórias com nosso dia a dia. Talvez na obviedade das colocações. Foi tomado o cuidado de não parecer um professor ditando regras, mas um jornalista que relata a realidade e faz suas reflexões a respeito. O interesse não é ser o dono da verdade, mas em fazer com que as pessoas pensem a respeito de certos detalhes que deixamos de lado e que estão na raiz daquilo que chamamos de liderança. Em certo sentido, o livro é óbvio. Mas acho que nunca precisamos tanto do óbvio como hoje em dia. 

Liderança é a habilidade de inspirar e provocar as pessoas a fazer acontecer, e o Diário de um Líder ajudará você nessa jornada difícil, porém fortalecedora. Gente treinada consegue fazer a coisa certa, na hora certa, do jeito certo, mas estou preocupado é em fazer a coisa necessária, na hora necessária e do jeito necessário. “Escolher o necessário” é muito mais complicado do que “escolher o certo”. Envolve aspectos técnicos, sociais, políticos, culturais e até mesmo estéticos, o que vai muito além dos treinamentos que as empresas proporcionam a seus funcionários. Treinar as pessoas nos aspectos técnicos dos processos é desenvolver apenas uma parte da capacidade de julgamento e tomada de decisão. É sobre esse “algo mais” que o Diário de Um Líder vai tratar.

Ganhe grátis o ebook “O Seu Everest”

Cadastre-se no site e receba doses periódicas de Iscas Intelectuais. E de quebra, receba o e-book  O SEU EVEREST com os principais pontos da palestra Meu Everest, de Luciano Pires.